Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unifenas.br:8080/jspui/handle/jspui/221
Tipo do documento: Dissertação
Título: O Teste de Progresso é um fator preditivo de desempenho no curso de Medicina? Estudo retrospectivo num curso de Medicina no Brasil, 2010-2016
Autor: ROCHA, B. A. S. R. 
Primeiro orientador: TOLEDO JR, AC
Primeiro membro da banca: CLARIZIA, A. D.
Segundo membro da banca: DE FUCCIO, MB
Resumo: Introdução: a aprovação no curso de medicina é o início de um processo longo de formação em tempo integral. Trata-se de grande investimento de tempo e de dinheiro para o aluno e seus familiares. A literatura descreve vários fatores preditivos de desempenho em cursos de medicina, como desempenho acadêmico prévio; desempenho no processo seletivo; desempenho acadêmico nos primeiros anos do curso; fatores psicológicos, comportamentais, demográficos, sociais e econômicos. A identificação de fatores preditores de mau desempenho no curso de medicina, principalmente no seu início, pode embasar a criação de programas de apoio a esses alunos. Objetivo: identificar fatores preditivos de desempenho em estudantes de medicina. Materiais e métodos: estudo observacional retrospectivo, realizado com estudantes de medicina do curso da UNIFENAS-BH. Foram incluídos todos os estudantes que foram admitidos no curso por meio de vestibular ou PROUNI nos anos de 2010 e 2011 e com informações disponíveis no Sistema de Controle Acadêmico. O desfecho principal foi a conclusão do curso em doze semestres após a entrada. Foram analisadas as seguintes variáveis: sexo, idade, estado civil, forma de ingresso, tipo de ensino médio, semestre de ingresso, nota do vestibular, tempo de conclusão do ensino médio, nota do teste progresso, nota das disciplinas do primeiro período e desempenho global (média das notas das disciplinas) do primeiro semestre. Foi feita análise descritiva por meio de distribuição de frequência para as variáveis categóricas e por meio de média e desvio padrão para as contínuas. Foi utilizado o teste do x2 para comparação das variáveis categóricas e o teste de T de Student para as variáveis contínuas. As variáveis com p≤0,20 foram analisadas por regressão logística. O nível de significância foi de 0,05. Resultados: 312 alunos foram matriculados no período estudado por esta pesquisa, mas dez foram eliminados por falta de informação. Não houve diferença estatisticamente significativa entre atraso na conclusão do curso e as variáveis analisadas, exceto na nota do vestibular, que foi maior no grupo que não atrasou a conclusão do curso (pajustado=0,012). Considerando os 270 alunos aprovados no primeiro período, observou-se relação estatisticamente significativa entre baixo desempenho acadêmico medido pelo desempenho global (pajustado<0,001) e o atraso na conclusão do curso. Conclusão: não se observou associação entre a nota do teste de progresso e características soócio-demográficas e o atraso da conclusão do curso. A menor nota do vestibular e o desempenho acadêmico ruim no primeiro semestre do curso indicaram maior risco de atraso na conclusão do curso.
Abstract: Introduction: admission to a medical course is the beginning of a long-term full-time training process. It is a great investment of time and money for the student and his family. The literature reports several predictive factors of performance in medical courses, such as previous academic performance; performance in admission process; academic performance in the early years of the course; psychological, behavioral, demographic, social and economic factors. The identification of factors that predict poor performance, especially early in the course, may support the creation of programs that uphold these students. Objective: to identify predictive factors of performance among medical students. Methods: this is a retrospective observational study among students from UNIFENAS-BH medical course. All students admitted by traditional selection process or PROUNI in 2010 and 2011 and with available data in academic control system were included. The main outcome was graduating in medical course 12 semesters after admission. The following variables were analyzed: gender, age, marital status, admission process type, type of high school, entrance semester, admission exam grade, time of high school completion, progressing test grade, grade of 1st semester disciplines and global performance during 1st semester (average of disciplines grades). Descriptive analysis was performed through frequency distribution for categorical variables and average and standard deviation for continuous variables. The x2 test was used to compare the categorical variables and the Student's t test for the continuous variables. Variables with p≤0.20 were analyzed in a logistic regression analysis. The level of significance was 0.05. Results: 312 students were admitted during the study period, but 10 were eliminated due to lack of information. There was no statistically significant difference between graduation delay and the variables analyzed, except for the admission exam grade, which was lower in the group that delayed graduation (padjusted=0,012). Among the 270 students approved in the 1st period, there was a statistically significant relation between low academic performance in the 1st semester measured by global performance and graduation delay (padjusted<0,001). Conclusion: there was no association between progressing test grade and socio-demographic characteristics with graduation delay. The lower admission exam grade and poor academic performance in the 1st semester of the course indicated a greater risk of graduation delay.
Palavras-chave: Fatores preditores. Desempenho acadêmico. Estudantes de medicina
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade José do Rosário Vellano
Sigla da instituição: UNIFENAS
Departamento: Pós-Graduação
Programa: Programa de Mestrado em Ensino em Saúde
Citação: REGO, B. A. S. O Teste de Progresso é um fator preditivo de desempenho no curso de Medicina? Estudo retrospectivo num curso de Medicina no Brasil, 2010-2016. 2018. 41f. Dissertação (Programa de Mestrado em Ensino em Saúde) - Universidade José do Rosário Vellano, Belo Horizonte, 2018 .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.unifenas.br:8080/jspui/handle/jspui/221
Data de defesa: 23-Mar-2018
Appears in Collections:Programa de Mestrado em Ensino em Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Bárbara.pdfDocumento principal1,3 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.