Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unifenas.br:8080/jspui/handle/jspui/213
Tipo do documento: Dissertação
Título: A mudança na atitude frente à estatística em graduandos de Medicina em um curso introdutório de estatística utilizando o RSTUDIO
Autor: SILVA, H. A. 
Primeiro orientador: MOURA, A. S.
Primeiro membro da banca: BRAGA, L. S.
Segundo membro da banca: BONOLO, P. F.
Resumo: Introdução: É comum a atitude negativa dos estudantes de medicina em relação estatística. Uma das soluções propostas para modificar a atitude e favorecer o aprendizado é usar softwares estatísticos, sendo uma dessas opções tecnológicas a linguagem estatística R e o software RStudio. O objetivo deste trabalho, é compreender o efeito de uma disciplina de estatística, baseada no uso de softwares R e RStudio, sobre a atitude dos estudantes diante da estatística e analisar a aceitação da tecnologia por parte dos mesmos. Métodos: A pesquisa envolveu 43 estudantes do segundo período do curso de medicina do UNIPTAN (Centro Universitário Presidente Tancredo de Almeida Neves). A mudança na atitude diante da estatística foi mensurada pela escala SATS-28© (Survey of Attitudes Toward Statistics) no início e no final do curso. A avaliação da aceitação da tecnologia (RStudio) foi mensurada pela escala TAM (Technology Acceptance Model) no final do curso. A modificação na atitude foi avaliada através da comparação das médias de cada dimensão da SATS e a aceitação da tecnologia foi avaliada pela análise de conglomerados, estratificando os estudantes em grupos de aceitação baixa, moderada e alta. Resultados: Houve um ganho estatisticamente significativo em 3 das 4 dimensões da SATS: afeto, competência cognitiva e dificuldade. A dimensão competência cognitiva teve maior efeito no grupo das mulheres, já que, os escores de competência cognitiva, significativamente menores entre as mulheres no início do curso, se igualaram aos dos homens no final do curso. A percepção da dificuldade diante da estatística foi a única dimensão cujos escores médios ao final do curso foram significativamente diferentes entre os sexos. Apesar de as mulheres terem considerado a estatística mais difícil, suas notas finais foram significativamente mais altas que as dos homens. A aceitação da tecnologia (RStudio) foi de moderada a alta em 93% dos participantes. Cerca de 42% (n=18) dos estudantes tiverem uma alta aceitação dos softwares, 51% (n=22) tiveram uma moderada aceitação e apenas 7% (n=3) tiveram uma baixa aceitação. O grau de aceitação foi similar em ambos os sexos e associou-se de forma direta tanto à mudança na atitude quanto à performance na disciplina. Conclusão: Nossos resultados indicam que a linguagem R e o RStudio podem ser boas opções como ferramentas no ensino da estatística em cursos da área de saúde, sendo bem aceitos pelos estudantes e associando-se positivamente tanto a atitude frente à estatística quanto à performance dos estudantes.
Abstract: Introduction: The teaching-learning process of statistics in medical education is historically deficient, largely due to the negative attitude of most students towards this subject. Among the various solutions proposed to modify the attitude of students and to promote learning, we highlight the contribution of the use of statistical software. One of these technological options is the statistical language R and RStudio software. The aim of this work was to understand the effect of a statistical discipline based on the use of R and RStudio software on students’ attitude towards statistics and to analyze students’ acceptance of the technology. Methods: The survey involved 43 students (26 women and 17 men) from the second period of UNIPTAN (Centro Universitário Presidente Tancredo de Almeida Neves) medical school. The change in attitudes towards statistics was measured by the SATS-28© (Survey of Attitudes Toward Statistics) scale at the beginning and end of the course, and the assessment of technology acceptance (RStudio) was measured by the applied Technology Acceptance Model (TAM) scale at the end of the course. The attitudinal change was assessed by comparing the means of each SATS dimension, and the assessment of technology acceptance was made by cluster analysis, stratifying students into low, moderate, and high acceptance groups. Results: There was a statistically significant gain in the scores of 3 of the 4 SATS dimensions: affection, cognitive competence, and difficulty. The cognitive competence dimension was the one that had the largest effect size among women. The cognitive competency scores, significantly lower among women at the beginning of the course, were equal between sexes at the end of the course. The perception of difficulty with statistics was the only dimension whose mean scores at the end of the course were significantly different between the sexes. Although women considered statistics more difficult, women's final scores were significantly higher than men's. The acceptance of the technology (RStudio) was moderate to high in 93% of the participants. Approximately 42% (n = 18) of the students had a high acceptance of the software, 51% (n = 22) had a moderate acceptance and only 7% (n = 3) had a low acceptance. The degree of acceptance was similar in both sexes and directly associated with performance and attitude towards the discipline. Conclusion: Our results indicate that the R language and the RStudio can be good options to be considered as tools in the teaching of statistics in health courses, being well accepted by the students and positively associated with both attitude towards statistics and performance of the students. The results of this work can be used as a basis for decisions on how to plan and organize a health statistics course more efficiently.
Palavras-chave: Educação Médica. Tecnologia Educacional. Atitude. Aprendizagem. Estatística. Software.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade José do Rosário Vellano
Sigla da instituição: UNIFENAS
Departamento: Pós-Graduação
Programa: Programa de Mestrado em Ensino em Saúde
Citação: SILVA, H. A. A mudança na atitude frente à estatística em graduandos de Medicina em um curso introdutório de estatística utilizando o RSTUDIO. 2018. 89f. Dissertação( Programa de Mestrado em Ensino em Saúde) - Universidade José do Rosário Vellano, Belo Horizonte, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.unifenas.br:8080/jspui/handle/jspui/213
Data de defesa: 7-Dec-2018
Appears in Collections:Programa de Mestrado em Ensino em Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTACAO HENRIQUE.pdf3,62 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.